Portal Houve e Comunicação

Quarta-feira, 29 de Maio de 2024
Johnny Tatoo
Johnny Tatoo

Justiça

Ministérios já têm autorização para liberar recursos, diz Lula

RECURSOS FEDERAIS

André Garcia
Por André Garcia
Ministérios já têm autorização para liberar recursos, diz Lula
Reprodução TV Brasil
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que os primeiros recursos emergenciais para lidar com os estragos deixados pela chuva no Rio Grande do Sul começarão a ser liberados pelos ministérios a partir desta terça-feira (7).

“Estamos naquela fase que o emergencial vai ser liberado a partir de hoje”, disse Lula em entrevista ao programa Bom Dia, Presidente, do Canal Gov. “[Os ministérios] já têm autorização para começar a liberar os recursos iniciais para os primeiros socorros. E depois a gente vai trabalhar junto com o governador em um projeto.”

Lula também reforçou que o governo federal atuará com intensidade nas ações de reconstrução no estado, e que “não faltará empenho” da parte do Executivo.

Publicidade

Leia Também:

“O governo federal vai fazer tudo, tudo, tudo para recuperar o estado do Rio Grande do Sul, porque não é só o povo do RS que precisa do estado recuperado”, disse o presidente. “O Brasil precisa do RS recuperado. Tenha certeza que não faltará empenho da nossa parte.”

O mandatário, que esteve com vários ministros no Rio Grande do Sul nos últimos dias, também prestou solidariedade aos gaúchos atingidos pelas enchentes, e recordou outros episódios climáticos graves ocorridos no estado desde o início de seu mandato, como a seca do começo de 2023 e as inundações no Vale do Taquari, em setembro do ano passado.

Na visão de Lula, a tendência é de que não haja barreiras burocráticas para a aprovação da liberação de recursos. Segundo ele, a ideia é de que todos os poderes trabalhem de “forma unitária”..

“Há 100% de vontade da Câmara, 100% de vontade do Senado, 100% de vontade do Tribunal de Contas e do Poder Judiciário para que a gente facilite, ao máximo possível, os recursos”, afirmou. “Nós estamos 100% comprometidos com a ajuda ao estado do Rio Grande do Sul”, reiterou em outro momento da entrevista.

Para a próxima etapa, Lula deseja estabelecer uma parceria com o governo estadual e as prefeituras gaúchas. O presidente afirmou que o ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT) ficou encarregado de ligar para o governador Eduardo Leite (PSDB) para chamá-lo a Brasília, a fim de se discutir os “números grandes”.

“Nenhum prefeito ainda tem noção do estrago que foi feito. […] A gente só vai ter o estado real quando a água baixar e a gente ver o que aconteceu de fato”, disse Lula. “O Haddad ficou de convidar o governador para vir a Brasília, para que a gente possa saber se ele já tem os números que são, se não o total, pelo menos uma coisa muito próxima, pra gente começar adiscutir no Congresso Nacional”.

FONTE/CRÉDITOS: CNN BRASIL
Comentários:
Metaservers
Metaservers
Tchê Farmácias
Tchê Farmácias

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )